CESAR DEVE MORRER

de Paolo & Vittorio Taviani (Itália, 2011, 76 minutos)
Com Cosimo Rega, Salvatore Striano, Giovanni Arcuri e Antonio Frasca
A cortina se fecha abruptamente por trás de Caesar, Brutus e os outros personagens. Depois dos aplausos, os “atores”, todos detentos da prisão de segurança máxima Rebibbia, em Roma, sentem-se orgulhosos e tocados. Sem se preocupar em saber quais foram os crimes cometidos por aqueles homens, a dupla de diretores realizou os ensaios da peça Julius Caesar na prisão por seis meses. O paralelo entre esse drama clássico e o mundo de hoje mostra como a universalidade de Shakespeare ajuda os detentos a entenderem suas próprias questões.
Urso de Ouro no Festival de Berlim, 2012.